É assim que MailTrack.io aumenta as vendas

Quase todos os dias, aprendemos sobre as diferentes maneiras que nossos usuários usam MailTrack.io em sua vida pessoal e profissional.

Para saber como podemos melhorar nossa ferramenta e torná-la ainda más útil, estamos fazendo algumas entrevistas com casos de uso comum de MailTrack. Acreditamos que, ao dividir essas histórias com vocês, compartilhamos ideias sobre como usar MailTrack e o email em geral como ferramentas inovadoras de produtividade.

Neste mês, pedimos a Adil Gherib, Co-Fundador e COO de Maqtoob, que nos contasse como ele usa MailTrack para contatar clientes em potencial e aumentar as vendas. Curiosamente, aprendemos que ele usa MailTrack como uma das ferramentas que ele considera obrigatórias para “nômades digitais” como ele. Desde abril, Adil começou uma viagem de 12 países em 12 meses, falando do seu site e compartilhando experiências e ideias através de workshops locais em espaços de trabalho compartilhado, universidades e outros eventos relacionados.

Anteriormente, para esta seção, entrevistamos David Baratech, Co-Fundador do supermercado on-line espanhol Ulabox, sobre como um empreendedor pode usar MailTrack em seu trabalho diário.

 

“MailTrack me ajuda a enviar menos emails”

Adil Gherib, Co-Fundador e COO de Maqtoob

 

Maqtoob é incomum, portanto entrevistar um dos seus fundadores não poderia ser uma tarefa corrente. Adil Gherib respondeu alguns dos meus emails entre reuniões e eventos, e completou nossa conversa por meio de uma ligação de Skype do Iran, um dos países que ele está visitando em um tour mundial por lugares tão diferentes quanto Kênia, Brasil, Filipinas e Vietnã.

“Criamos Maqtoob pensando em empresas de tecnologia e desenvolvedores de software que não estão no Silicon Valley,” explicou Adil, cuja origem belga-marroquina certamente influenciou esta visão de negócio. Maqtoob foca principalmente os países em desenvolvimento tanto em seu modelo de negócio quanto no produto, que serve para selecionar ferramentas para as empresas que buscam manter a competitividade nessas regiões do mundo.

Adil nos deu de presente um pouco do tempo livre que ele costuma dedicar à fotografia e ao mergulho para nos contar como ele usa MailTrack como uma ferramenta de vendas. “Nunca imaginei que o rastreio de emails seria tão fácil”, ele nos contou.

 

Maqtoob leva a ideia de democratizar a tecnologia no seu DNA. O que fez você e sua equipe apostar em países emergentes?
Criei o Maqtoob com a Kristyna Zapletalova na Indonésia, com a ideia de fazer tecnologia para as pessoas que não estivessem exatamente conectadas a ela, especialmente fora do Silicon Valley. Depois, levamos o Maqtoob ao Marrocos, e quando estávamos lá recebemos um convite de uma incubadora dentro deo Google Campus em Londres, um lugar de influência para toda a comunidade de start-ups da Europa. Foi importante para nós, porque aprendemos muito e conhecemos muita gente interessante da cena digital. Mas sempre mantivemos essa vontade de desenvolver algo para além dessa área de influência.

É diferente fazer negócio nesses países?
É muito recompensador, e você aprende muito. Quando você faz alguma coisa para o público americano ou canadense, você é só mais um. Tente fazer algo para o Líbano ou o Vietnã, e você verá como as pessoas têm uma enorme demanda por produtos de tecnologia. Você não acreditaria no número de empreendedores e startups que me procuraram aqui no Irã, por exemplo. Para trocar experiências e ideias, não existe nada assim.

Como é sua rotina de vendas nessas regiões?
Os princípios e técnicas são os mesmos. Somos uma start-up que está começando, então todos temos que fazer de tudo um pouco. Eu, na verdade, me responsabilizo por muitas áreas, do desenvolvimento do negócio à relação com o cliente. Mas tento enviar também todos os dias entre 4 e 5 emails oferecendo destaques em nossa web, nas nossas newsletters, e nos diferentes eventos que realizamos com empreendedores e outras pessoas conectadas à tecnologia.

“Se você envia propostas sem MailTrack, você está cego até o momento que alguém, de repente, responda”

 

E como MailTrack o ajuda com as vendas?
Como eu contato muitos clientes ao dia, MailTrack é essencial. Se você envia propostas sem MailTrack, você está cego até o momento que alguém, de repente, responda. Você não sabe se eles abriram ou deletaram sua mensagem, ou nunca a viram porque foi filtrada como spam, por exemplo. Rastrear emails permite que você tire muita especulação sobre o que aconteceu com as mensagens enviadas.

A nossa app mudou sua rotina de vendas?
Ao rastrear emails, posso enviar menos deles, evitando dezenas de follow-ups desnecessários. Com MailTrack, sei quando enviar ou não uma mensagem. E quando eu envio, mudo o que escrevo de acordo com como meu destinatário interagiu com nossas conversas anteriores.

Então você muda seu tipo de follow-up dependendo do número de vezes que seu cliente potencial abriu seu email, por exemplo.
Essa é provavelmente a informação mais valiosa que MailTrack nos dá. Com os double-checks, sabemos mais o que um possível cliente fez com a proposta que enviamos. Quando o email foi aberto mais de uma vez, há mais evidência de que o interesse pode ser maior; talvez ele consultou aquela mensagem algumas vezes, ou compartilhou o email com o resto da equipe… Por algum motivo, a mensagem chamou a atenção.

Essa informação também ajuda você a decidir se deve ou não usar o telefone?
Como sou um nômade digital, usar o telefone não costuma ser uma boa opção. Quando sinto que a situação demanda algo parecido, combino com a pessoa de fazer uma ligação pelo Skype ou pelo Google Hangout. Como você deve saber, as pessoas odeiam o telefone. Se você ligar oferecendo alguma coisa, eles vão pedir para você não ligar mais, ou para mandar um email. Ou seja, em vendas, os emails são muito menos invasivos, e muitos mais eficazes também.

“Se eu parasse de usar MailTrack, minha rotina de venda tomaria mais tempo e seria menos eficaz, o que no médio-largo prazo afetaria minhas oportunidades de negócio”

Agora que você se acostumou com MailTrack, o que perderia se deixasse de usá-lo?
Seria doloroso voltar a enviar propostas de negócio sem MailTrack. Ele permite que você inclua dados no processo de venda, o que o torna mais inteligente. Se eu parasse de usar MailTrack, minha rotina de vendas tomaria mais tempo e seria menos eficaz, o que no médio-largo prazo afetaria minhas oportunidades de negócios e tornaria meu projeto menos sustentável.

Como você ouviu falar de MailTrack?
Kristyna Zapletalova, nossa gerente de conteúdo e CEO, publicou MailTrack no Maqtoob e comentou sobre o app com toda a equipe. Eu não imaginava que o rastreio de emails poderia ser tão fácil e eficiente.

Estamos trabalhando bastante para desenvolver novas funcionalidades. Gostaria de sugerir alguma?
Mal posso esperar pela sua versão para smartphones. É uma pena que não possa enviar email rastreados do meu celular ainda. Espero que saia em breve: será muito útil.

Adil, além de MailTrack, quais são os melhores apps de vendas em sua opinião?
Em CRM, eu recomendo Pipedrive, que torna fácil exportar a informação dos meus contatos de LinkedIn. Também não poderia viver sem o Rapportive, que coleta a informação de redes sociais a partir do endereço de email do meu destinatário, para que você possa conhecer um pouco seu contato antes de enviar um email. Além disso, para encontrar os emails de clientes em potencial, recomendo o SellHack.

***

Quer compartilhar sua experiência com outros MailTrackers? Diga para a gente através do Twitter com o hashtag #MailTracker, e você poderá ser um dos nossos próximos entrevistados. 🙂